A análise dos posts do Twitter, relativos ao evento azul&rosa, revela dois momentos. Uma corrente reagiu contrariamente à frase da Ministra, de imediato, nas primeiras 6 horas após a divulgação da sua frase. Na sequência, uma segunda corrente passou a formar-se gradativamente, articulando-se em contraofensiva, que cresceu em paralelo ao fluxo inicial. Tudo muito rápido, numa curta vida de 24 horas.

É de embates e debates como esse que a opinião publica vai se metamorfoseando, célere e episodicamente, pressionando as lideranças e instituições em direção às mudanças desejadas.

O conteúdo dos posts sobre as cores para meninos e meninas foram analisados pelo Instituto Bonilha. Veja como a análise foi feita:  https://tinyurl.com/y753udta

Mídia social: ataques e contra-ataques em alta velocidade.